Real Móveis

Com o rival engasgado na temporada após sofrer duas goleadas, o Marreco Futsal encontrou um meio de furar a marcação e a retranca do Cascavel e aplicou uma goleada por 5 a 1 no Ginásio Arrudão nesta quarta-feira (8), no primeiro jogo da semifinal da Série Ouro do Paranense.

O empate em casa contra a Assoeva no último domingo pela semifinal da Liga Nacional parece ter servido de alerta para a equipe beltronense entrar ligada na partida contra o Cascavel, e desde os primeiros segundos de jogo o que se viu foi uma equipe intensa, que sufocou e forçou o erro do adversário que não conseguia reagir e praticamente não criou nada durante todo o primeiro tempo.

O primeiro gol da partida foi marcado por Barbosinha, que vive grande fase e teve a felicidade de acertar um belo chute no alto para fazer 1 a 0 com três minutos jogados. O Marreco continuou pressionando, mas perdeu muitas chances de gol, apesar de que na maioria das vezes as finalizações paravam no goleiro Alê Falcone, que evitou um placar ainda mais elástico. Somente aos 16 minutos do primeiro tempo saiu o segundo gol, com Sinoê, que cobrou falta de longe e mandou rasteiro contando com um desvio em Jorginho que deixou o goleiro sem chances de defesa.  Faltando 23 segundos para o fim do primeiro tempo, Sinoê puxou contra ataque e tocou para Pedro Rei que deixou na medida para Sol Sales fazer 3 a 0.

Na volta para o segundo tempo o Marreco diminuiu o ritmo e administrou a vantagem, enquanto a equipe de Nei Victor se jogou pra cima e conseguiu descontar aos 9 minutos com Issamu. O jogo seguiu mais equilibrado durante a segunda etapa mas reta final do jogo o Marreco aproveitou que o Cascavel arriscou com goleiro linha e matou o jogo marcando dois gols em trinta segundos – primeiro com Sinoê que recebeu passe de Pedro Rei e finalizou rasteiro para fazer  4 a 1. O quinto gol que fechou o placar foi marcado por Barbosinha, depois que Sol Sales puxou contra ataque e tocou para o camisa nove finalizar rasteiro para o gol vazio.

O segundo confronto que define a vaga na decisão acontece no dia 18 de novembro, em um sábado, no Ginásio da Neva em Cascavel. Mesmo que perca no tempo normal, o Marreco já está garantido pelo menos nos pênaltis, enquanto o Cascavel precisa somente da vitória para forçar as penalidades, já que o empate dá a vaga ao Marreco. A outra vaga será decidida já neste sábado (11) em Marechal, onde a Copagril precisa vencer o Pato Branco para levar a disputa para os pênaltis depois de ter perdido o primeiro jogo por 3 a 0.  Antes de pensar no Paranaense, porém, o Marreco tem pela frente no domingo (12) a Assoeva pela semifinal da Liga Nacional. O jogo acontece no Parque do Chimarrão em Venâncio Aires, e para se classificar a equipe beltronense precisa vencer os gaúchos, já que empatou o primeiro jogo em casa em 2 a 2. 



Lucas Maciel
09/11/2017



Foto: Adolfo Pegoraro