Durante patrulhamento no último sábado (09) pela comunidade de Linha Palmital no município de Clevelândia, a equipe da Polícia Ambiental constatou a destruição de Área de Preservação Permanente mediante abertura de valas e canalização de curso hídrico em uma área equivalente a 0,25 hectares.

Também foi constatado na mesma propriedade a destruição de 0,1 hectares de vegetação em estágio médio de regeneração do bioma da Mata Atlântica onde foram retiradas espécies nativas como canela, angico, açoita-cavalo, rabo-de-bugio, entre outras.

O proprietário foi localizado e informou que estava preparando a terra para o plantio e não possuía autorização ambiental contrariando assim, os artigos 38 e 38 da Lei Federal 9.605/98. Ele foi preso e encaminhado a Delegacia de Polícia Civil de Pato Branco para os demais procedimentos. 



Solange Maciel
11/09/2017