O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), Nelson Leal Junior, informou nesta terça-feira (13) que o órgão está elaborando um plano para a restauração estrutural da PRC-280, desde a BR-153 até o município de Francisco Beltrão. 

“Concluindo as obras emergenciais, vamos resolver o problema da estrutura do pavimento, as bases, sub-bases e drenagem. Muitas vezes é a falta de drenagem que ocasiona esses problemas”, disse. “Não é só a capa, o problema está embaixo. Quando chove muito, a água vem e faz o buraco”, explicou.

Quatro equipes do DER estão realizando obras emergenciais de reparos na PRC-280, que está com problemas de pavimento em razão das fortes chuvas que atingiram as regiões Sul e Sudoeste do Estado nas últimas semanas. A previsão é que o trabalho seja concluído nesta sexta-feira (16), mas a recuperação de trechos mais críticos segue pelos próximos três meses. 

As equipes iniciaram a recuperação na segunda-feira (12) e trabalham em duas frentes: uma parte da BR-153, em General Carneiro, e segue até Palmas enquanto a outra segue de Palmas em direção a Pato Branco

Paralelo a isso, o Estado debate alternativas para a concessão da rodovia. Audiências públicas já foram realizadas em Pato Branco e Francisco Beltrão para discutir com a população o projeto que traga a melhor solução para o local. “Uma das sugestões que recebemos nas audiências foi incluir a duplicação do trecho entre Francisco Beltrão e Pato Branco. Porém, voltaremos a debater o projeto com a comunidade para então iniciar o processo de concessão”, explicou.

Segundo o diretor-geral, as obras de revitalização previstas pelo Governo do Estado tornarão a tarifa mais barata caso a rodovia passe à concessão privada. “Queremos fazer um investimento grande neste ano para baratear o custo da tarifa para o usuário, que já vai receber uma rodovia em melhores condições”, disse. 

Nelson Leal Junior orientou os motoristas a ficarem atentos à sinalização e diminuírem a velocidade nos trechos que estão em obras. “É importante ter uma cautela maior nos pontos de ultrapassagem, que é onde mais temos acidentes”, salientou.



Agência Estadual
14/06/2017



Foto: Divulgação/DER