Real Móveis

Publicado em 26/07/2016

A obrigatoriedade da utilização do farol de luz baixa em rodovias que entrou em vigor no ultimo dia oito, vem criando inúmeros debates e manifestações acerca do assunto. De fato o que pode se notar é a dificuldade do brasileiro a se submeter a uma nova regra, visto que os argumentos utilizados para não se submeter à aplicação da nova lei são frágeis e não gera convencimento, as alegações são diversas como a de que criação da lei visa uma maior arrecadação aos cofres do Estado ou até mesmo que utilização dos faróis ira causar um maior desgaste, encurtando a vida útil das lâmpadas.

O Brasil se junta a países como Dinamarca, Itália e Portugal, onde a legislação exige a utilização de faróis baixos ligados durante o dia. Reino Unido, França e Alemanha recomendam a utilização como era no Brasil antes de virar lei que abrange todas as categorias de veículos, pois o paragrafo único do artigo 40, do Código de Trânsito Brasileiro, já trazia a exigência faróis baixos ligados em veículos de transporte coletivo e ciclos motorizados estando em deslocamento.

Na pratica estudo apontam que a utilização faróis de luz baixa durante o dia, pode aumentar em até 60% a visibilidade dos veículos, ou seja, aumenta a segurança dos condutores no trânsito, visto termos em nossa frota veículos de cores escuras, que se confundem com a cor do pavimento das vias e ao ser iniciada a manobra de ultrapassagem o veículo de coloração escura que trafegar em sentido oposto pode ser visualizado a longa distancia, nesse entanto a manobra de ultrapassagem pode ser abortada evitando acidentes de grandes proporções, sendo que estes constam nas estatísticas com danos materiais de grande monta e o pior de alta letalidade.

Conduzir veículos de todas as categorias em rodovias sem ter o farol de luz baixa ligado caracteriza infração de trânsito e gera quatro pontos na CNH do condutor, além de multa no valor de R$ 85,13.

Lembre-se: de manter os faróis do veículo acesos, utilizando luz baixa, sempre que trafegar em rodovias.

Fique por dentro das regras de trânsito! Informar e Educar para um trânsito mais humano, seguro e sem acidentes, é o nosso objetivo.

Escrito por Rudimar Antonio Czerniaski – Advogado e Diretor de Trânsito em Francisco Beltrão/PR; e Jean Carlos Czerniaski – Acadêmico de Direito da Unipar.

.

 

 

 

 



26/07/2016



Imagem retirada da Internet