Real Móveis

Publicado em 04/05/2016

A existência da relação entre dinheiro e tempo é indiscutível. O que acontece é que muitas vezes não prestamos atenção nessa relação. Imagine que o dinheiro que você possui é o tempo que você gastou trabalhando para obtê-lo. Sendo assim, se o tempo pudesse ser palpável e não existisse moeda, você trocaria seu tempo por uma roupa, por um calçado e assim por diante.

Ao mensurar dessa forma, imaginemos que você tenha um rendimento de R$ 17,50 por hora, (R$3,850 por mês). Um celular de R$2000,00, por exemplo, ocupa em torno de 14 dias do seu tempo. Ou seja, você troca 14 dias por esse item. Considerando, um mês com 22 dias uteis, 63% do seu mês foi gasto em apenas um item, mais da metade do seu tempo!

Logicamente, você não poderá ocupar metade do seu mês por um produto assim, é necessário gastar com alimentos, higiene, limpeza, moradia, vestimentas, lazer...

Assim é no nosso dia-a-dia, cada produto que compramos por ai, equivale ao seu tempo, seu esforço. Por isso pessoas que desperdiçam seu tempo, desperdiçam dinheiro. Além do que quem ocupa seu tempo ganhando dinheiro, tem menos tempo para gastá-lo.

O objetivo é que você dê valor ao seu tempo, seu esforço. Observar cédulas de dinheiro indo embora, pode não significar muito, mas observar o tempo indo embora, pode significar muito para você, até porque o tempo não volta.

Agora vamos a parte mais importante. Se você gasta seu tempo em um trabalho que não gosta, pode gerar transtornos enormes em sua vida. Desgosto, sentimento ruim. É provável que você gaste sem nexo, para se livrar do sentimento, por impulso.

Se você gasta seu tempo em um trabalho que gosta, o sentimento é melhor, você estará de bem consigo mesmo, e levará a um sentimento favorável em relação ao que você adquire.

Contudo, existe a terceira opção, em que você gasta seu tempo pensando em formas do dinheiro render para você. Isso é possível por meio do investimento. Ao investir, você é remunerado por isso e o tempo que você gasta é pequeno em relação a vantagem que você obtém. Existem várias opções de investimentos. Imóveis, títulos bancários, ações de empresas e até mesmo a abertura de seu próprio negócio. Gastar seu tempo planejando é uma boa opção. Pense nisso!

Escrito por Professor Robson Faria - Mestre em Administração PUCPR/Especialista em Finanças UNIPAR



04/05/2016