Real Móveis

Publicado em 05/02/2016

No ano de 2010 o Instituto Avante Brasil realizou um levantamento dos países com maior número de mortes no trânsito. Em números absolutos o Brasil atingiu a 4º posição, totalizadas 42.844 mortes, ficando atrás apenas de China, Índia e Nigéria. Número que aumentou no ano 2012 quando no Brasil morreram 44.812 vítimas no trânsito, que representa uma média 122 mortes/dia.

Esses são os números de uma guerra não declarada, que se aproximam do número de vítimas na Guerra da Síria, que em 5 anos de combates, resultaram em 250.000,00 mortes segundo a ONU, ou seja, uma média de 136 mortes diárias.

Segundo o ONSV (OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária), os três principais motivos dos acidentes de trânsito no Brasil estão relacionados e podem ser agrupadas em “Fator Humano, Fator Veículo e Fator Via”.

Segundo a entidade, 90% dos acidentes ocorrem por falhas humanas, que envolvem desde a desatenção dos condutores até o desrespeito à legislação. Os exemplos são claros, excesso de velocidade, uso do celular, falta de equipamentos de segurança como o cinto de segurança ou capacete, o uso de bebidas antes de dirigir ou até mesmo dirigir cansado.

Por fim ainda vale ressaltar a falta de percepção dos riscos que o trânsito nos expõe, tendo em vista que o ser humano criou grande “intimidade” com ambiente rua, rodovia, calçada, ciclofaixa e o os demais ambientes do contexto trânsito. Dessa maneira as pessoas passaram a agir no trânsito como se estivessem no “sofá de casa”, não tendo a devida atenção aos perigos e a violência que o trânsito nos expõe.

Dirigir ou pilotar com atenção e responsabilidade é uma obrigação de qualquer condutor que respeita a própria vida… e a vida dos que fazem uso da via.

Lembre-se: aquele que dirigir sem a devida atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança, comete infração de natureza leve, estará passível a multa no valor R$ 53,20 e inscrição de 3 pontos no portuário de sua CNH, conforme previsão do artigo 169 do CTB.

Fique por dentro das regras de trânsito! Informar e Educar para um trânsito mais humano, seguro e sem acidentes, é o nosso objetivo. Faça sua parte, vamos contribuir para um trânsito acalmado e responsável.

Escrito por Rudimar Antonio Czerniaski – Advogado e Diretor de Trânsito em Francisco Beltrão/PR; e Jean Carlos Czerniaski – Acadêmico de Direito da Unipar.

 

 



05/02/2016